Archive for the pequenos grandes prazeres Category

15 dias

Posted in itinerários, musique non stop, pequenos grandes prazeres, vomitando palavras with tags , , , , , , , , , on 05/07/2012 by coelhoraposo

Há exatos 4 meses decidi que passaria minhas férias na Europa com direito a uma esticada até o Japão para visitar a Lisa.  Descarreguei um caminhão de milhas do Smiles e emiti meus bilhetes. Mas como comigo tudo é muito inconstante, logo veio o desânimo: depois de programada a viagem, bateu aquela sensação imperdoável e macunaímica do “ai, que preguiça…”

Mas o tempo foi passando e, devido às vicissitudes da vida, a volta ao mundo em 30 dias foi restringida ao velho continente europeu. (O projeto verão japonês talvez se transforme em projeto primaveril com direito a assistir o espetáculo do Hanami no ano que vem.)

Mas depois de um certo frio na barriga, finalmente fechei as datas, comprei as passagens internas e estou começando hoje a contagem regressiva para o verão: rever Paris, visitar amigos queridos do meu coração, conhecer lugares novos, procurar sebos de vinil, tomar uns bonsdrink, ver a crise de perto e, claro, como não podia deixar de ser, assistir a shows memoráveis

Quanto aos shows só digo o seguinte:

– Dia 04/08:

– Dia 10/08:

e

– Dia 11/08:

-Dia 12/08:

e o gran finale, dia 17/08:

malásia

Posted in Genealogias de minhas paixões, pequenos grandes prazeres, vomitando palavras with tags , , , , , , , , on 26/03/2012 by coelhoraposo

a chapa tá esquentando pra ti, felipe!

Já é lugar comum falar do abismo existente entre Fernando Alonso e Felipe Massa, companheiros de equipe na Ferrari. O Grande Prêmio da Malásia foi só mais um exemplo da disparidade sinistra que existe entre os dois pilotos. A Ferrari trata sim Massa como segundo piloto, porque é o que ele é de fato, agora imaginar que ele tem um carro infinitamente pior é só um exemplo do eterno “complexo de vira-latas” e querer tapar o sol com a peneira.

Como observado pelo André, o vídeo abaixo mostra que, enquanto Alonso completava a corrida, Massa acabara de abrir sua última volta, ou seja: “o bicho tomou uma volta com o mesmo carro”, como bem disse o André.

Vi por aí que o Massa culpou a degradação dos pneus pelo seu ridículo desempenho. Engraçado que o Sérgio Pérez falou a mesma coisa do estado de seus pneus. Só que como justificativa para não ter atacado mais o Alonso e vencido a corrida. 

Com uma Sauber (este sim, um carro infinitamente pior que o de Alonso).