House M.D. (2004 – 2012)

Diz o ditado que “tudo o que é bom dura pouco”. Se considerarmos que 8 anos e 176 episódios se passaram desde a estreia em 2004, House M.D. quebrou a regra. Uma série memorável que tinha em seu ator principal, sua grande força motriz. Hugh Laurie, ator da linhagem dos grandes comediantes britânicos porém desconhecido do grande público, fez dupla com o igualmente excelente Stephen Fry, em A Bit of Fry and Laurie e protagonizou alguns papéis memoráveis no cinema, como em Para o Resto de Nossas Vidas (1992), de Kenneth Branagh. Mas foi com o misantropo gênio da medicina Gregory House, que Laurie se reinventou, compondo um dos melhores personagens da história daTV americana.

O último episódio foi ao ar na última segunda-feira e abre mais um buraco na minha já tão furada agenda de seriados. Mesmo com todos os problemas de um seriado com tamanho sucesso – principalmente das duas últimas temporadas (roteiros fracos, temas batidos, desfechos equivocados para agradar a audiência etc), House sempre era o seriado que mais me causava aquela sensação de “oba! hoje tem House”.

Enfim, hoje é novamente segunda-feira. Mas não, hoje não tem House.

****

E já que eu mencionei o A Bit of Fry and Laurie, um pouco de humor nonsense para animar o início da semana:

Uma resposta to “House M.D. (2004 – 2012)”

  1. Fry and laurie foi das minhas séries preferidas nos 90s, assistia no eurochannel! House era uma série muito azeitada, vai realmente fazer muita falta, espero que ele arranje papéis a altura.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: