the wall

Outro dia um amigo publicou no facebook que o The Wall era o melhor álbum já gravado. Apesar de adorar listinhas (como fiz com a série: “os 25 álbuns que mudaram o (meu) mundo“) e coisa e tal, tenho sérias restrições a esse tipo de afirmação.

Pink Floyd nunca foi o meu forte, apesar do apelido que tinha no segundo grau (por causa de um boné da banda inglesa que eu usava com certa frequência). Tanto é que quando começo a cantarolar “Another Brick In The Wall – Part II“, sempre me vem à mente o Falcão cantando “hey, chica! Deixa o gato em paz!” (Amolda o bicho na parede – parte II). Ou ainda, acabo sempre emendando “Eyesight to The Blind“, do clássico-mor do The Who, a ópera-rock Tommy, de 1969.

Com a turnê de Roger Waters executando The Wall em sua integralidade chegando ao Brasil, comecei a ter comichão para querer ter essa experiência pinkfloydeana. Mas, a razão falou mais alto e decidi nem pensar mais a respeito.

Se acertei em deixar passar o Waters dessa vez, ainda não sei. Mas em minha próxima ida a Rio Preto da Eva, município a menos de 100 km de Manaus, procurarei assistir o Pink & Floyd para tirar a prova dos nove:

2 Respostas to “the wall”

  1. As manauara pira num baterista alucinado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: