o outro Orlando Silva

Orlando Silva, pra mim, é sinônimo da era de ouro do rádio brasileiro. Com uma voz cristalina de tenor, técnica de canto apuradíssima, Orlando Silva foi um dos maiores cantores que o Brasil já (ou)viu. Sua popularidade descomunal o concedeu a alcunha de “O Cantor das Multidões”. Alternou momentos de altos e baixos e sua carreira, mas mesmo depois 30 anos de sua morte, continua sendo reverenciado como uma das vozes que marcaram época no Brasil.

Mas existe um outro Orlando Silva que, aparentemente, foi assim batizado em homenagem ao cantor carioca que atraía multidões aos seus shows. Este Orlando atrai uma série de escândalos e desmandos a frente do ministério que comanda (ou que aparenta comandar, tendo em vista suas relações sempre mal explicadas com os chefões do esporte mundial). O já requentado escândalo que ora querem reviver. Os desvios milionários no Programa Segundo Tempo, do Ministério do Esporte, remontam ainda à administração repleta de fanfarronices do atual governador do Distrito Federal, o senhor Agnelo Queiroz. O problema é que esta é só a ponta do iceberg de confusões e acordos mal explicados com entidades “probas” como a FIFA, CBF, COB e etc etc etc…

Outro dia compareci ao evento de prestação de contas dos gastos com a Copa de 2014 e fiquei impressionado com a capacidade do ministro em elaborar discursos vazios de uma grandiloquência única. Um pequeno exemplo foi justificar as greves que assolaram a construção dos estádios para a Copa como resultado da “pujança da economia brasileira, afinal só tem há greve se há emprego”… Prefiro a grandiloquência da voz de Orlando Silva, o cantor das multidões. Quanto ao outro Orlando Silva, uma investigaçãozinha séria – que não seja empreendida pela patética Revista Veja ou por outros exemplares ridículos da nossa imprensa golpista – se faz necessária!

*  *  *

Republico aqui post do jornalista Juca Kfouri, publicado em seu blog no último dia 15:

Como acreditar em Orlando Silva?

Cinco motivos, e só cinco, porque tem muitos mais, para não acreditar no ministro do Esporte, Orlando Silva Jr.:

1. Orlando Silva Jr. é o mesmo que comprou tapioca com cartão de crédito corporativo do governo federal;

2. Orlando Silva Jr. é o mesmo que prometeu Jogos Pan-Americanos transparentes e ecônomicos e que depois tirou o corpo fora dos gastos dez vezes maiores e nebulosos;

3. Orlando Silva Jr. é o mesmo que se comprometeu a participar de um debate organizado pela revista norte-americana “Newsweek” e fugiu 12 horas antes, alegando ter sido chamado por Lula em Brasília, embora tenha permanecido no Rio de Janeiro no dia do debate;

4. Orlando Silva Jr. é o mesmo que diz que as denúncias contra o presidente do Comitê Organizador da Copa do Mundo no Brasil não são da alçada do governo federal;

5. Orlando Silva Jr. é o mesmo que em recente entrevista garantiu que o governo brasileiro não permitiria maldades da Fifa no credenciamento de jornalistas para a Copa do Mundo de 2014 e, menos de um mês depois, voltou de reunião com a entidade anunciando que o credenciamento ficaria exclusivamente por conta dela.

Em resumo: o que Orlando Silva Jr. diz não se escreve.

3 Respostas to “o outro Orlando Silva”

  1. inashorttime Says:

    amei esse seu post. arrasou!

  2. inashorttime Says:

    acho que ja te passei esse link.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: