Glauber Pedro de Andrade Rocha (1939-1981)

Benditos sejam os loucos, porque eles herdaram a razão

(Glauber Rocha)

Há exatos 30 anos a chama mais genial, mais inquietante, mais explosiva e mais revolucionária da cultura brasileira, se apagou. Com catastrófico e polêmico lançamento de seu último filme no Festival de Veneza de 1980, Glauber se refugiou em Sintra, Portugal.

A Idade da Terra (1980)  foi um retumbante fracasso em todos os sentidos: ninguém entendeu ou quis entender o que Glauber quis dizer com o filme, descrito por ele como uma missa não linear que radicaliza e subverte todos os cânones da dramaturgia. A repulsa ao seus filmes, somada com o que ele via ao seu redor (antigos revolucionários catapultados a neo-yuppies, colegas de profissão abrindo mão do caráter revolucionário do cinema etc.) e sua sensibilidade aguçadíssima que o fazia sofrer as dores do mundo (de todos e de todo o mundo), o mataram.

Seu último sopro de lucidez foi o de pedir para voltar para o Brasil para morrer na terra que tanto amava (e que por sua vez, pouco o compreendia). Assim aconteceu, morto aos 42 anos no dia 22 de agosto de 1981. Três décadas depois, a falta que um Glauber faz na vida brasileira é incomensurável. Mas, como declarou Arnaldo Jabor na bela homenagem que Sílvio Tendler fez a Glauber em Glauber, O Filme – Labirinto do Brasil (2003), o gênio-mor do cinema brasileiro não suportaria viver no mundo careta, sem paixões, onde os revolucionários de ontem são os retrógados de hoje (categoria em que o próprio Jabor deve estar enquadrado).

Assista abaixo trecho do documentário de Sílvio Tendler com o visceral discurso de outro gênio da raça, o antropólogo Darcy Ribeiro, no enterro de Glauber em 23 de agosto de 1981.

Uma resposta to “Glauber Pedro de Andrade Rocha (1939-1981)”

  1. Bruna Says:

    Baixar o Documentário – Glauber o Filme, Labirinto do Brasil – http://mcaf.ee/fvjup

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: