Have I got you under my skin?

house-ep523_sc47_0163

Adoro House. Desde que descobri o seriado uns dois anos atrás, sempre acompanho de maneira quase doentia as peripécias e as sacadas dele. O seriado em si é redondíssimo: o roteiro é muito bem escrito, muito conciso, tiradas inteligentes, fiel à ciência médica (dizem alguns, não sou médico), um elenco de apoio excelente, participações especialíssimas (Dave Mathews como um pianista autista, Mos Def como o paciente preso dentro dele mesmo são algumas delas) e Hugh Laurie que, assim como Tony Shalhoub em Monk, nasceu para esse papel e o encarna com maestria. 

O penúltimo episódio da quinta temporada, transmitido semana passada nos EUA, me fez repensar em muitas das coisas que aprendi nos últimos tempos sobre as pessoas, sobre relacionamentos. Under My Skin, fala de comprometimento, e como é difícil se comprometer com algo ou com alguém. Numa relação a dois isso fica claro e evidente: ninguém se entrega por completo, a carcaça do medo fica sempre em stand by: o medo da incerteza destrói, destruiu e sempre destruirá relacionamentos. E estar com outrem é se jogar de corpo e alma no abismo das dúvidas. Isso que faz os relacionamentos funcionarem. Muitas vezes se procura aquilo que é próximo de si, se procura as semelhanças no outro. Todos nós fazemos isso de certa maneira, somos um monte de narcisos à procura de nós mesmos e estamos sempre tão preocupados com essa procura esquizofrênica que nos esquecemos de conhecer realmente quem está ao nosso lado.

Comprometer-se em uma relação é das coisas mais difíceis, fazer as coisas darem certo então, nem se fala. Sou sempre taxado de romântico quando esse é o assunto, mas não me importo mais. Vivemos hoje em um mundo desencantado, onde até o amor, o afeto e o carinho se tornaram coisas supérfluas. Foram estudadas, reestudadas, psicanalisadas de tal maneira que se esqueceram de deixar as coisas acontecerem, simplesmente let it be. Atualmente, o que faltam às relações é simplicidade. Cansei-me dos jogos, das disputas silenciosas, de fingir ser quem não se é, represar sentimentos… Por que complicamos tudo na vida? Por que assumir um compromisso é tão difícil?

Enquanto essas perguntas eternas não são respondidas, prefiro fazer como o Chase no seriado e assumir a minha ingenuidade e continuar a acreditar que estar com alguém é abandonar as dúvidas e as incertezas, não por um cálculo racional, mas simplesmente por assumi-las como parte integrante da relação e, assim, anulá-las. Talvez assim se possa trazer o outro para dentro da nossa pele, e se deixar levar para a pele do outro: ter o outro under my skin.

 

Se não tivesse o amor
Se não tivesse essa dor
E se não tivesse o sofrer
E se não tivesse o chorar
Melhor era tudo se acabar

Consolação (Baden Powell/Vinícius de Moraes) 

 

7 Respostas to “Have I got you under my skin?

  1. Mariana Says:

    Spoiler, não vou ler esse post =P

    • coelhoraposo Says:

      Não é spoiler! Sério! Até porque se fosse resenhar o episódio, teria que falar da temporada inteira! hehehehe

  2. Mariana Says:

    ah, blza, entao vou ler =P

  3. Mariana Says:

    Acompanhar House de maneira *doentia* foi um trocadilho? =P

    Caramba, vc disse TUDO nesse post. Impressionante o timing, pq tenho me perguntando exatamente as mesmas coisas ultimamente…

    Uma das coisas que eu mais gosto no House é como é tratada a questão dos relacionamentos. Não vejo a hora de me atualizar nas temporadas!

    =***

    • coelhoraposo Says:

      não tinha pensado no trocadilho mas até que combinou hehehehe
      Como te disse antes, se quiser te passo as temporadas depois.

      :************

  4. eu tbm sou apaixonada pela série… por tudo o que se passa, pela maneira diferente do House… adoro!

  5. Mariana Says:

    acabei de assistir esse episódio – mais de 1 ano depois do seu post. lembrei e tive que vir aqui ler de novo né? devo dizer que continuo concordando em gênero, número e grau

    e acho q a Cameron consegue ser mais complicada do que eu. e a Cuddy tão comprometida quanto… omg

    =****

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: